Go to Top

O que faz você feliz?

O que faz você feliz?  Certamente não é um bom e suculento Big Mac que apesar de proporcionar muito prazer, não faz ninguém mais feliz. O Mc lanche é feliz, não você! Aí está um primeiro grande engano, confundir prazer com felicidade.

Um bom banho num dia de calor dá prazer, um abraço amigo dá muito prazer, dinheiro dá prazer e conforto, que também dá um enorme prazer. Tomar um vinho no frio com uma pessoa especial dá prazer demais, viajar, comer bem, dormir bem, comprar, nossa… tudo isso é puro PRAZER!

Na confusão tão comum entre prazer e felicidade muitas pessoas buscam novas emoções imaginando que lhes trarão felicidade e, terminam se sentindo frustradas, culpadas e vazias. Muitos casos de infidelidade ocorrem por esta busca insana por felicidade, aquela felicidade que falta na vida de tantos…  É mais fácil imaginar que o outro suprirá nossas faltas.  Muita gente compra mais do que pode, come mais do que deveria, mente, bebe, transgride para ser feliz.

Mas, o que te faz realmente feliz?

Estar apaixonado é delicioso e proporciona uma imensa alegria, euforia. Alguns chamam de felicidade. Mas, e quando a paixão acaba, o casamento termina, a relação morre?  A felicidade morre junto?

Nestes casos a pessoa fica triste e tristeza não é o oposto de felicidade. Tristeza é uma emoção que vem e vai de acordo com fatos externos, assim como alegria. Bom, então se felicidade não é prazer, euforia ou alegria, o que define felicidade?

Felicidade é um estado perene que independe de situações agradáveis ou desagradáveis. Independe de estar só ou acompanhado, de ser rico ou pobre, de ser belo ou feio, enfim, felicidade depende de uma escolha pessoal. Isso mesmo. Sua postura frente a vida e aos fatos é o que faz toda a diferença. Algumas pessoas são fatalistas e estão aguardando o pior sempre, outras,  se vitimizam frente as adversidades e há aquelas que  resolvem reagir e agir!

Se você convive com pais queixosos, você aprende a se queixar também. Se convive com pais infelizes, você tem maior dificuldade em entender tudo isso.

Ninguém tem o poder de escolher quais e quando virão as dificuldades na vida, e elas certamente virão. Mas o poder de escolher como reagir a elas está em nossas mãos, sempre!

Não existem grandes acontecimentos , existem acontecimentos melhores e piores que, se encarados com otimismo, servirão para o crescimento de cada um de nós.

Felicidade é a valorização genuína do que se é, do que se tem, exatamente como está. Querer mais é saudável, desde que sua felicidade não dependa destas conquistas.  O ter pode ser transitório, o SER simplismente é. Nada muda o ser que escolhe ser feliz, nem ter mais nem ter menos dinheiro, beleza, amigos, amores.

Quando você escolhe ser feliz não permanence em um relacionamento doente, não insiste em um trabalho desmotivante, não reclama , age!

Desejo que neste final de ano você faça um único pedido, minto, desejo que você assuma um compromisso consigo mesma(o): Escolher ser feliz!

Feliz 2013…14….15…

Silvia Barros

Psicoterapeuta e psicóloga

www.silviabarros.com

Tel: 32941005

Atua como palestrante há vinte anos e tem diversas participações em programas de tv e congressos internacionais. clínica de casais,adultos e adolescentes.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *